Resultado final do comitê de seleção do programa de residências artísticas “O Caminho” 2023

Após deliberação do comitê de seleção, que se reuniu na sexta-feira 23 de junho, no âmbito da segunda edição do programa “O Caminho”, Pauline Rousseau e Kamila K Stanley foram selecionadas para realizar uma residência de pesquisa artística de um mês no Brasil, entre novembro e dezembro de 2023. 

Pauline Rousseau é uma artista que mora em Paris e se formou na École du Louvre e na Ecole Nationale Supérieure de la Photographie. Seu trabalho, marcado pela audácia e pela ironia, por vezes, pode ser descrito como transgressor. Seu processo criativo é semelhante a uma investigação. O gesto fotográfico dá lugar ao jogo e à performance. Por exemplo, na série “The Would Be Me”, a fotógrafa se coloca ao lado de seus ex-companheiros – ou companheiros em potencial – recriando, para cada foto, um futuro hipotético que eles poderiam ter tido juntos.

 

 

Durante sua residência, Pauline Rousseau irá desenvolver o projeto ‘Banana Split Submissão’, que apresenta um olhar bem-humorado sobre a representação da masculinidade dominante por meio da prática do Jiu-jitsu brasileiro.

 

Kamila K Stanley é uma fotógrafa anglo-polonesa que reside na França. Sua justaposição de culturas na infância despertou nela um fascínio pela linguagem, pelo diálogo e pelo intercâmbio. Durante sua residência, Kamila K Stanley continuará seu trabalho na série “Tenha Orgulho”, que ganhou o Prêmio SAIF 2023, com retratos de pessoas LGBTQIA+ e fotografias da flora brasileira. Kamila reune depoimentos e entra, humildemente, na intimidade das pessoas que fotografa, distanciando-se dos estereótipos da cultura queer latina – hipersexualidade, prostituição e vício em drogas. A captação da luz e a precisão do enquadramento conferem às suas imagens uma estética marcante, entre o poder e a delicadeza.

 

 

As vencedoras também beneficiarão de uma exposição na galeria da Aliança Francesa do Rio de Janeiro, que poderá circular em outras cidades brasileiras, permitindo destacar a sua presença no Brasil e sua abordagem artística. A exposição será inaugurada em novembro de 2023, com a presença das artistas.

 

O programa “O Caminho”, idealizado pela Aliança Francesa e a Rede Diagonal, com o apoio da Embaixada da França no Brasil e do Institut français, tem como maior objetivo valorizar a nova geração de fotógrafos franceses no Brasil e promover intercâmbios entre profissionais da fotografia dos dois países.

 

O comitê de seleção analisou 25 candidaturas, sendo que a maioria delas foi apresentada por artistas mulheres (15 das 25). A equipe da Villa Tijuca, espaço de residências artísticas, gostaria de agradecer aos membros do comitê de seleção:

 

  • Cécile Archambeaud, Diretora do Centre d’art Image / Imatge

  • Denise Camargo, Fotógrafa, produtora cultural e curadora de exposições, nomeadamente no âmbito do Festival Internacional de Fotografia de Porto Alegre

  • João Kulcsár, Diretor artístico do Festival de Fotografia de Paranapiacaba

  • Yolande Mary, Co-diretora do Centre Claude Cahun

  • Ioana Mello, Membro da equipe do Festival FotoRio

  • Erika Negrel, Secretária Geral da rede Réseau Diagonal

  • Thyago Nogueira, Diretor do departamento de Fotografia Contemporânea do Instituto Moreira Salles e editor-chefe da revista ZUM

  • Sophie Robnard, Responsável pela Fotografia no Institut Français Paris

  • Quentin Richard, diretor cultural da Aliança Francesa de Rio de Janeiro e coordenador cultural da Coordenação Geral das Alianças Francesas no Brasil

Programa "O Caminho"