Junho 2023 – Edital Bolsa Funarte Aliança Francesa em Artes Cênicas Brasil França/2022  – Programa Cruzamentos – Belo Horizonte, Cuiabá e Rio de Janeiro

O Coletivo Artístico Spectrolab foi fundado em 2016, em Cuiabá (Mato Grosso), pelos artistas Raquel Mützenberg aka Rakoo de Andrade, Douglas Peron e Millena Machado. Em 2022, Rakoo, radicada na França, fundou a filial francesa do coletivo na cidade de Reims, para desenvolver projetos artísticos no território francês e criar intercâmbios com o grupo brasileiro. O coletivo Spectrolab investiga as linguagens das artes cênicas, das artes visuais e da literatura e se interessa pela pesquisa de desvios em suas criações e, principalmente, pelas técnicas relacionadas ao teatro de marionetes.

 

No âmbito do programa Cruzamentos, as equipes brasileira e francesa se reuniram, para apresentar o projeto “Jantar Servido”, com a participação dos artistas franceses Cassiel Bruder, Laurine Chalon e Morgane Aimerie Robin, além do artista brasileiro Caio Ribeiro, que também faz parte do Coletivo Artístico Spectrolab.

O projeto “Jantar Servido” é a terceira parte do espetáculo “Jantar”, que trata das consequências ambientais da extração de minérios na Amazônia, devidas ao uso excessivo de novas tecnologias. O projeto nasceu a partir da coleta de lixo, principalmente eletrônico, que foi reciclado e reutilizado para a confecção de máscaras e acessórios. O enredo é uma releitura da figura folclórica do Capelobo, que se apresenta como uma criatura híbrida entre um humano e um tamanduá-bandeira. Essa lenda está presente nas regiões amazônicas e na cosmologia dos povos indígenas do norte do país.

 

A residência teve início em Belo Horizonte, no ateliê do coletivo Pigmalião Escultura que Mexe, permitindo que os artistas se dedicassem à confecção das máscaras. A segunda etapa aconteceu em Cuiabá, no laboratório LABIRINTO – Espaço Criativo, sede brasileira do coletivo, e em parceria com o Cine Teatro Cuiabá. Esse período foi dedicado à pesquisa corporal, ao desenvolvimento da dramaturgia e à criação da iluminação e da trilha sonora do espetáculo. O primeiro mês de residência no Brasil foi concluído com uma apresentação na Aliança Francesa do Rio de Janeiro na quinta-feira, 29 de junho de 2023.

Para Além da Villa Tijuca

Em novembro de 2023, eles continuarão suas pesquisas e trabalharão na adaptação francesa do espetáculo por um mês na MC2: Maison de la Culture de Grenoble. A artista francesa Lucile Gallard se juntará ao projeto para trabalhar na trilha sonora do espetáculo.

 

Este projeto se beneficiou do primeiro programa de residência da Villa Tijuca, “Cruzamentos – Croisements”, uma iniciativa de Chaillot – Théâtre national de la Danse (Paris, França), MC2 – Maison de la Culture de Grenoble, scène nationale (Grenoble, França), das Alianças Francesas no Brasil em parceria com a Frunarte, no âmbito do programa “La Fabrique des Résidences” do Institut Français, dedicado às “artes cênicas”, e com apoio da Embaixada da França no Brasil.

PARCEIROS

Relacionado à
JANTAR SERVIDO